Lenha | energia.pt

Renováveis

lenha

A lenha é um recurso abundante no nosso país, sendo relativamente barata. No entanto, o seu armazenamento requer bastante espaço e o seu transporte é difícil.

A alimentação dos equipamentos é feita manualmente e o controlo de temperatura não poderá ser feita de forma automatizada.
Por sua vez, as salamandras, recuperadores e caldeiras permitem uma poupança substancial de lenha relativamente às lareiras abertas, constituindo uma solução interessante e vantajosa.

ar

tipo de equipamento

Se não tem pré-instalação de aquecimento central, ou não pretende aquecer água, poderá optar por um equipamento a ar. Estes equipamentos estão equipados com circulação forçada de ar, aquecendo o compartimento onde está instalado, podendo o ar, em alguns equipamentos ser canalizado através de tubagens para outros compartimentos.

água

tipo de equipamento

No caso dos equipamentos a água, estes permitem a integração com outros sistemas existentes, e constituem uma excelente opção para substituição de caldeiras a gasóleo ou gás, permitindo poupanças até 60%. Podem ser integrados no sistema de aquecimento central, funcionando com piso radiante hidráulico, ventiloconvectores e radiadores. Podem ainda ser apoiados ou dar apoio ao sistema solar térmico.

A água é o meio pelo qual vai ser transportado o calor gerado pelo seu equipamento (salamandra, recuperador ou caldeira) até ao seu difusor de calor (radiador, ventiloconvectores ou piso radiante). Será necessária a existência de uma pré-instalação de aquecimento central (tubagem) para poder utilizar este meio.

contacte-nos

Salamandras a lenha - a classe de antigamente com a tecnologia de amanhã

Com a nova coleção de salamandras a lenha, a Edilkamin apresenta equipamentos com ainda mais vantagens e uma performance superior. Poderá escolher entre uma vasta gama de modelos, acabamento e cores, para adequar a salamandra ao estilo da decoração da sua casa. Faça o aquecimento de sua casa através de um combustivel ecológico (a biomassa), obtendo enormes poupanças (face aos combustiveis fosseis).

«Nos termos da obrigação imposta pela Lei nº 144/2015 de 8 de Setembro, em caso de litigio decorrente dos nossos serviços, não nos oporemos ao recurso à Resolução Alternativa de Litígios de Consumo, mas participaremos na escolha da entidade que procederá nesse sentido por o nosso sector de actividade não ter nenhuma entidade especialmente vocacionada»
CNIACC – Centro Nacional de Informação e Arbitragem de Conflitos de Consumo
Certificação Ar Condicionado